Sony Playstation 4 500 GB

A partir de:

R$ 1.362,90

Veja histórico de preços dos últimos 30 dias

Me avise quando o produto cair de preço

Alerta de Preço
Me envie um e-mail quando o preço chegar a:
no Ranking de: Console de Videogame
Publicidade
Carregando...

52 ofertas

Histórico de preços

Histórico de preços

Me avise quando o produto cair de preço

Alerta de Preço
Me envie um e-mail quando o preço chegar a:
Pouco mais de sete anos após o lançamento do PlayStation 3, a Sony mete o pé na porta e chega com tudo apresentando a nova geração com o PlayStation 4 (PS4 para os íntimos), mais novo videogame da Sony. Trazendo uma configuração parruda, novo design, novo controle, gráficos detalhados, streaming ao vivo e mais uma porrada de coisas, fica uma pergunta no ar: já é hora de trocar de console? É o que vamos descobrir nos parágrafos abaixo.

Design


Todos esperavam ansiosamente para ver como seria a cara da nova geração da família PlayStation. E logo deu para perceber que ele traz um bonito acabamento, todo na cor preta (parte fosca, parte brilhante) e inteiramente construído em plástico com boa resistência. Mas é bom tomar cuidado, pois no lado liso podem surgir facilmente alguns riscos. Ah, e em nossos testes, o aparelho esquentou um bocado, mas nada que assustasse.

Essa primeira versão do PS4 pesa, aproximadamente, 2,8 quilos e traz largas dimensões (30,5 centímetros de profundidade, 27,5 centímetros de largura e 5,3 centímetros de altura) e tem um estilo 'quadradão'. Todos os conectores estão localizados na parte traseira do console, exceto as duas USBs que estão no painel frontal, ao lado do leitor de Blu-ray.

Na parte da frente temos também dois botões sensíveis ao toque: o Liga/Desliga e Ejetar, para retirar a mídia física que está dentro do videogame. Atrás, encontramos entrada para cabo de força, saída de áudio óptico, HDMI (sim, finalmente o cabo HDMI acompanha a embalagem!), interface de rede Gigabit Ethernet e conector para a PlayStation Camera (infelizmente a Sony não enviou a câmera - ela é vendida separadamente). Uma faixa de iluminação na parte superior do aparelho indica se ele está ligado (cor azul), em modo de espera (cor amarela) ou desligado (totalmente apagado).

Hardware


Em suas características técnicas, o PlayStation 4 possui especificações que brigam de igual para igual com um computador parrudo voltado para games. Ambas desenvolvidas pela AMD, a CPU de oito núcleos construída sob a arquitetura x86 coexiste com a GPU Radeon que traz uma capacidade de 1,84 TFLOPS e, juntos, formam uma APU personalizada. Já a memória RAM conta com 8 GB GDDR5. Tudo isso oferece gráficos surpreendentes.

A mídia utilizada nesse console continua sendo o Blu-ray, o que já acontecia no PS3. Mas, claro, que também é possível comprar jogos diretamente pela PSN. Mas aí você precisa de espaço para guardar todos seus jogos. Então, o PS4 traz em sua primeira versão um modelo de 500 GB.

Dos 500 GB, 92 GB estão reservados para o sistema. Restam, então 408 GB para instalação de jogos. Só que aí surge um problema: os games da nova geração são enormes. Só para ter como exemplo, só os games NBA 2K14, Knack e Killzone: Shadow Fall consomem 121 GB. Nesse ritmo, uns 10 a 12 jogos já acabariam com o espaço.

Uma solução simples é trocar o HD do PlayStation 4. E isso é feito de maneira bem simples removendo a tampa superior. É importante ficar atento, pois os modelos não podem ter espessura maior do que 9,5 milímetros, a rotação deve ser de 5400 RPM e prestar atenção às marcas, já que em fóruns alguns usuários reclamam de incompatibilidade com alguns modelos.

Interface


A cara foi totalmente remodelada, mas quem teve um PS3 sabe que a interface não é necessariamente algo novo. Mesmo assim, navegar pelas opções e menus do PS4 é bastante agradável. Esse visual agora vem mais focado em fileiras horizontais. Na faixa superior encontramos opções para acessar as configurações do console, PlayStation Store, notificações, mensagens, amigos, troféus, entre outros, semelhante ao que tínhamos no PS3.

Na coluna inferior, temos a lista de todos os programas instalados na forma de ícones, sejam eles jogos ou aplicativos. Imagina, se você tiver muitos jogos, o tamanho dessa fileira. O bacana é que, ao clicar em um jogo, ele mostra informações como troféus conquistados, notícias e atividades recentes. Assim você não precisa ficar procurando isso em outro lugar.

Uma novidade muito interessante é o recurso de multitarefas. Agora não é mais necessário fechar o jogo para acessar os menus ou o navegador proprietário. Basta pressionar o botão OS que ele sai da aplicação e volta para o menu e vice-versa. Mas não se iluda, porque não dá para fazer isso entre jogos. O console suporta apenas um game aberto por vez.

Além do navegador, já citado, temos alguns serviços de streaming de vídeo, como o Netflix e Crackle, por exemplo. Mas a maioria não tem disponibilidade no Brasil.

Joystick


Agora vamos falar de algo extremamente essencial na vida de um gamer. Sim, o objeto mais adorado e idolatrado pelos jogadores de videogame, pois sem ele não há diversão. Claro que estamos falando do joystick e no PS4 uma nova versão do controle foi lançada: o DualShock 4. Vamos comentar algumas mudanças.

Primeiramente, sobre sua ergonomia, algo fundamental para bom conforto e jogabilidade. As hastes ficaram mais compridas e possuem uma textura que proporciona maior aderência. Os gatilhos (R2 e L2) trazem uma curvatura e a sensibilidade ficou ainda mais bacana. Como o controle está mais gordinho, a 'pegada' se tornou mais agradável.

Os botões Start e Select foram substituídos pelos Option e Share (no início pode ser um pouco estranho) e no meio do controle agora temos um touchpad sensível ao toque e clicável, que promete ser um grande diferencial. Mas até agora não temos uma utilização efetiva e interessante nos jogos.

Os analógicos ganharam uma área côncava e bordas mais saltadas, o que garante melhor firmeza ao jogar. Já o D-Pad está um pouco maior e mais confortável graças a uma leve curvatura nas pontas. Sobre o tempo de resposta, não é preciso nem falar nada, né? Desempenho excelente.

Ainda temos um alto-falante que emite sons em determinados jogos (semelhante ao Nintendo Wii), como o Knack, uma entrada P2 para headsets e fones de ouvido (dá para ouvir os jogos com ótima qualidade com qualquer fone - um headset acompanha a embalagem) e a iluminação na parte superior para identificar os jogadores (em alguns jogos, serve para mostrar a vida do personagem, mas nem dá para ver isso, né?).

Outro detalhe interessante é a possibilidade de utilizar o PS Vita como uma extensão para continuar jogando seu jogo de PS4. A comunicação entre eles é bem tranquila e estável. Obviamente, os gráficos serão espremidos, mas a qualidade continuará muito boa. O problema está em adaptar todos os comandos ao portátil, que o touchpad traseiro do PS Vita emula alguns botões e ficar sem encostar no painel é uma tarefa árdua e praticamente impossível. Ou seja, você vai morrer bastante jogando no Vita.

No quesito da autonomia da bateria, isso deve ser um problema. No PlayStation 3, o controle tinha uma duração média de 30 horas. Já no PlayStation 4, esse tempo foi reduzido para 8 horas, em média. Como ele traz diversas novas funções, sua duração acaba sendo menor. Pelo menos, dá para carregar o DualShock 4 deixando o videogame em modo de espera.

Conectividade


Nesse quesito, o videogame não decepciona. O modelo se conecta as redes sem fio via Wi-Fi b/g/n e interface de rede Gigabit Ethernet e conta com Bluetooth 2.1, necessário para fazer a conexão com o controle DualShock 4.

Com o acesso à internet ativo, o PS4 oferece algumas opções. Além da possibilidade de curtir serviços de streaming de vídeo, os grandes baratos são as transmissões ao vivo e a jogatina online. Para aproveitar os recursos do multiplayer, é necessário ser assinante do serviço PlayStation Plus. 50 dólares é o custo para adquirir esse recurso na versão americana. Já na brasileira, o valor é de 100 reais.

Para as transmissões, existem várias opções. Ao clicar no botão Share, o console captura a tela e os 15 últimos minutos de jogo. Feito isso, você pode compartilhar sua jogatina no Twitter ou Facebook. Dá até para selecionar apenas um trecho e recortar. O problema é que os arquivos gravados podem ser acessados somente pelo console, limitando sua utilização. E como a transmissão e edição são acessadas somente pelo botão Share, sempre os últimos minutos serão gravados. Então fique atento ao espaço livre para o armazenamento do PS4.

A transmissão ao vivo utiliza os serviços Twitch e Ustream e a forma de interação é ampla. Dá para utilizar a PlayStation Camera e mostrar sua cara na transmissão, plugar um headset no controle e falar simultaneamente com o jogo rolando e ainda visualizar comentários.

Jogos


Brincamos com alguns games durante nossos testes: FIFA 14, NBA 2K14, Knack e Killzone: Shadow Fall.

No caso do FIFA 14, a jogabilidade não foi muito alterada. Mas o novo motor gráfico da EA Sports, o Ignite, aproveitou muito bem a nova geração e os detalhes ficaram muito mais reais. O gramado ficou mais bonito, a torcida não é mais uma massa uniforme e agora cada torcedor pula, grita e comemora e os uniformes dos jogadores se movimentam a cada movimento.

Dos jogos testados, o NBA 2K14 foi um dos que mais aproveitou bem o poder de fogo dessa nova geração. Gráficos impecáveis, expressões, rostos e detalhes de cada jogador como o suor impressionam, sem citar o jogo que já é maneiro por si só.

O Knack foi o primeiro jogo exclusivo apresentado para PS4 e o nível de detalhes e partículas (já que o personagem principal é formado de artefatos raros) impressiona. Mesmo sendo um desenho, mostra o cuidado e o bom aproveitamento nesse início de geração.

Por último, o Killzone: Shadow Fall chamou bastante a atenção pelos 'closes' nos rostos dos personagens no início do jogo, um forte indício que a produtora quis mostrar claramente as faces praticamente perfeitas. Detalhes do cenário, das roupas e outros detalhes impressionam.

Ah, é bom lembrar que não há compatibilidade entre os consoles. Por isso, não se iluda achando que você irá jogar seus jogos de PS3 no PS4, porque isso não será possível.

Visão geral do PlayStation 4.

Detalhe das conexões na parte traseira do console.

Conclusão

Renan FrizzoPor: Renan Frizzoem 22/4/2014

Sim, o PlayStation 4 veio para mudar a forma de como jogamos videogame. Com um poder de fogo afiado, joystick melhorado, facilidade para fazer upgrade no HD, interface intuitiva e multitarefas, o console no Brasil ainda vai sofrer muita resistência por causa do preço altíssimo, o joystick tem baixa autonomia de bateria, falta de jogos exclusivos para a nova geração (já que a maioria coexiste no PS3 e PS4) e agora é necessário pagar para jogar online. Quanto aos gráficos, sabemos que as desenvolvedoras de games vão buscar atingir o máximo de perfeição e o que temos visto até agora é aceitável para o início de uma nova geração. Mas sabemos que isso pode e deve melhorar. Muito!

Contras:

- Não tem como não falar do preço abusivo no Brasil;
- O leque de jogos ainda é pequeno;
- Autonomia do joystick é pequena.

Prós:

- Gráficos chamam a atenção pela riqueza de detalhes;
- Novo joystick traz melhor ergonomia e gatilhos (R2 e L2) mais macios;
- Interface é agradável e com o multitarefas não é preciso encerrar o jogo para voltar ao menu principal.

Opinião dos Consumidores

9Baseada em 626 opiniõesEnvie sua opinião
Variedade de Jogos
          8
Resistência do Aparelho
          8
Jogabilidade
          10
Gráficos
          10
Duração da Bateria
          10
Duração
          10
Diversão
          10
Custo-Benefício
          5
Controles
          9
Conectividade
          10
93%Dos consumidores recomendam este produto

O que dizem os consumidores sobre esse produto:

Ficha técnica

Informações Básicas
MarcaSony
PlataformaPlaystation 4
Capacidade500 GB
Processador
Processador (CPU)AMD Jaguar 8-Core
Compatibilidade
Mídias CompatíveisBlu-Ray
Gráfico
Processador Gráfico (GPU)AMD Radeon
Conexões
Saída de VídeoAnalógica, HDMI
Outras ConexõesRede 10/100/1000, USB, Wi-Fi
Memória
Memória RAM8192 MB
Especificações Técnicas
Largura275 mm
Altura53 mm
Profundidade305 mm
Peso2,8 Kg