Smartphone Samsung Galaxy On7 SM-G600

A partir de:

R$ 699,90

Veja histórico de preços dos últimos 30 dias

Me avise quando o produto cair de preço

Alerta de Preço
Me envie um e-mail quando o preço chegar a:
90° no Ranking de: Celular e Smartphone
7
Nota do Editor
Publicidade

Histórico de preços

Histórico de preços

Me avise quando o produto cair de preço

Alerta de Preço
Me envie um e-mail quando o preço chegar a:

Galaxy On7 é opção para quem gosta de tela grande e bateria duradoura

Um modelo intermediário, o Samsung Galaxy On 7 procura captar usuários que estão a procura de aparelhos com tela grande; o ponto negativo fica com o baixo espaço para armazenamento interno

Samsung On7, o irmão de tela grande da família Galaxy

A linha Galaxy ganhou mais um membro. O Samsung Galaxy On7 é o irmão de tela grande da família. Sim, mas ele não se limita somente a isso, ele conta com bom desempenho e design premium, além de uma bateria com bom tempo de duração. A Samsung lança o Galaxy On7 como um telefone intermediário com tela de 5,5 polegadas, resolução HD, conexão 4G, câmera de qualidade e boa autonomia de bateria. Veja mais sobre ele e outros detalhes no review abaixo.

Tela e design

Tela com qualidade e cores vivas

A grande protagonista desse modelo, a tela do On7 tem tecnologia TFT, 5,5 polegadas e resolução HD (1280 x 720 pixels). Durante o uso, notamos que as imagens têm boa qualidade e cores vivas. O ângulo de visão é relativamente bom, sem perder a nitidez quando visto lateralmente, mas os reflexos são muito presentes, o que prejudica a visualização em ambientes muito iluminados. Quem se incomoda com as digitais marcadas na tela do celular terá que se acostumar mesmo com isso, elas ficam impressas deixando aquela aparência mais engordurada.

Viciados em seriados encontram aqui uma boa opção. A tela grande permite fazer maratonas de séries, assistir vídeos no YouTube ou filmes de maneira muito mais completa. O manuseio é agradável, a resposta aos toques é rápida e precisa e ainda conta com uma proteção contra riscos e arranhões.

Outro quesito que atrai muito no Galaxy On7 é o design com acabamento premium. Disponível nas cores preta e dourada, o smartphone traz bordas prateadas de plástico mais elevadas que a tela, impedindo que a mesma encoste em uma superfície plana, o que poderia causar alguns riscos. Sua traseira é feita com material que imita o couro e permite melhor aderência nas mãos.

Pesa 171 gramas e tem 8,2 milímetros de espessura. Característica registrada dos aparelhos Samsung, o Galaxy On7 vem com o botão Home físico juntamente com o multitarefa e o voltar sensíveis ao toque logo abaixo da tela. Na parte frontal encontramos também alto-falante, sensor de proximidade e câmera frontal. O botão liga/desliga está do lado direito, P2, microfone e microUSB  se encontram na parte inferior do smartphone e controle de volume do lado esquerdo.  Flash LED, câmera e alto-falante estão na parte traseira do aparelho.

Benchmarks

Os testes de Benchmarks seguem um padrão com quatro programas: Antutu, Quadrant, 3DMark e PCMark. Além de testar o desempenho do aparelho, eles ajudam na comparação entre smartphones.

No primeiro teste com o Antutu, que mede o processamento aritmético e gráfico, o On7 marcou 21619 pontos. No Quadrant, que mede a capacidade de processamento em aparelhos Android, o telefone chegou aos 15082 pontos. No terceiro teste, o processador gráfico foi estressado ao máximo e o celular atingiu 2617 pontos no modo extreme e 4293 pontos no modo unlimited. Nesse último, o desempenho geral é analisado e mensurado (CPU, GPU e memória) e não há limites de taxa de atualização da tela.

O último teste realizado foi com o PCMark, que mensura o desempenho do telefone em atividades do dia-a-dia, como navegação, reprodução de vídeo, escrita em editores de texto e edição de imagens. Nele, o aparelho da Samsung marcou 4097 pontos.

É importante esclarecer que esses resultados não indicam a total capacidade de processamento, mas contribui para concluir que se trata, de fato, de um smartphone intermediário.

Armazenamento e conectividade

Ponto negativo: pouco espaço para armazenamento

Quanto o assunto é armazenamento, ponto negativo para o aparelho. São apenas 8 GB de armazenamento interno, e míseros 4,54 GB disponíveis para uso. E para ilustrar o quanto é insuficiente esse espaço oferecido pela Samsung no celular, instalamos 5 jogos simples, 4 programas de benchmarks, Facebook, Instagram, Spotify e Netflix. Durante o dia gravamos um vídeo de 5 minutos em full HD e tiramos 12 fotos. Só.  E restava pouco mais de 1 GB, o que não foi suficiente nem mesmo para instalar Asphalt 8.

É possível mover alguns apps para o cartão microSD, mas ainda assim o espaço restante não comporta outros aplicativos mais pesados. O que pode parecer uma leve salvação é o espaço expansível de até 128 GB. Ele será necessário, principalmente, para armazenar fotos, vídeos e demais documentos.

Na conectividade, ele segue o padrão da categoria, é 4G dual SIM com Wi-Fi, Wi-Fi Direct, Bluetooth 4.1 e GPS (com A-GPS, GLONASS e Beidou – em nossos testes, a recepção foi rápida e precisa). MHL e NFC não estão presentes nesse aparelho. O que pode ser interessante é o acelerador de downloads, que a Samsung investiu em seus modelos topo de linha. Ele une as conexões 4G e Wi-Fi para baixar mais rapidamente programas da Google Play com mais de 30 MB. 

Especificações e desempenho 

Experiência positiva com games simples

Muito bem colocado no time dos intermediários, o Galaxy On7 tem Android 5.1.1 (Lollipop) com a interface TouchWiz, que agora está mais estável e intuitiva. O processador é quad-core Snapdragon 410 de 1,2 GHz e arquitetura 64-bit, 1,5 GB de RAM e GPU Adreno 306.  

Não entendemos a lógica do 1,5 GB de RAM, esse 0,5 GB que ficou de fora faria toda a diferença no desempenho do multitarefa, que já é bom, mas poderia ficar mais ágil, sobretudo, entre transições de apps, que costumam serem lentas. Mas durante a navegação pelas telas e menus, não tivemos grandes problemas. Tudo fluiu muito bem.

Na experiência com jogos, o resultado também foi bom. Utilizamos games mais simples, já que o aparelho tem apenas 8 GB de armazenamento. Jogamos Subway Surfers, Jetpack Joyride, Beach Buggy Blitz e Badland. Apenas no início de cada um deles, notamos pequenos engasgos, mas no decorrer da jogatina não notamos nenhum incômodo. Baixamos Real Racing 3 e nossa experiência foi muito boa. Os gráficos não eram os melhores, mas a jogabilidade foi perfeita.

Câmeras e bateria

Câmera de 7 megapixels não entusiasma

Apesar da expectativa, a câmera traseira do On7 não é muito entusiasmante, é apenas regular. Conta um sensor CMOS de 13 megapixels e captura imagens excelentes em ambiente com luz natural, mas cá entre nós, as cores poderiam ser ainda mais vibrantes. Se o ambiente for de iluminação artificial, como um escritório, o cenário será o mesmo. Se o ambiente tiver pouca luz, não há nada a ser feito. É possível notar ruídos por toda imagem, deixando a qualidade final bastante prejudicada. O que pode salvar a qualidade da imagem nessas situações é o uso do flash.

Nas configurações de foto é possível fazer alguns ajustes, tais como: balanço de branco, ISO e exposição. Aquelas fotos bacanas, panorâmicas, estão garantidas nesse aparelho. É possível também tirar 30 imagens em sequência, o que dá em média 3 fotos por segundo e embelezar o rosto em selfies. O foco pode ser automático ou manual, tocando levemente na área a ser focada.  Se o ambiente não estiver claro o suficiente, o foco pode ficar um pouco lento.

Para vídeos, quando se grava na resolução máxima full HD a 30 quadros por segundo, a câmera continua no mesmo padrão das fotos. Sentimos falta, principalmente, de um estabilizador de imagens. Nas filmagens em movimento, é possível notar muitas trepidações.

A câmera frontal tem 5 megapixels e segue a mesma lógica da traseira, para bons filmes e fotos, é necessário um ambiente com boa iluminação. Fotografar ou gravar em ambientes mais escuros deixa o resultado final bastante prejudicado.

Com uma lente grande-angular que captura 85 graus, boas selfies estão no pacote do On7. O smartphone ainda traz o recurso Wide Selfie, que amplia esse número para 103 graus, aumentando a profundidade de campo para enquadro, o que permite mais pessoas presentes na sua foto. O clique, naturalmente, não sai perfeito, pois exige movimentos laterais, semelhante ao que fazemos nas panorâmicas.

Equipado com 3000 mAh, o que nos animou bastante nesse celular foi a autonomia da bateria. Começamos os testes às 9h da manhã com 100% de carga, como já é padrão, fizemos 10 fotos, 5 minutos de gravação de vídeo, 15 minutos de visualização de fotos e vídeos, 3 horas de navegação [internet e redes sociais], 30 minutos de ligações, 30 minutos de GPS, 20 minutos de jogos e 10 minutos no YouTube. Ao fim da tarde, por volta de 17h, ainda restavam 32%. Ou seja, o telefone vai aguentar um dia inteiro de uso sem grandes problemas.

E se por acaso a bateira ainda não for suficiente e ameaçar deixar na mão, bem na hora que não tiver nenhuma tomada por perto, o telefone oferece opções de Economia de Energia (limita-se o desempenho da CPU, reduz o brilho da tela e taxa de quadros) e Baixo Consumo (layout da tela inicial simples, apenas 6 apps disponíveis e desliga dados móveis com a tela desligada).

Conclusão

ColaboradorPor: Raquel Meloem 22/1/2016

O Galaxy On7 se destaca pelo design com acabamento premium, boa autonomia de bateria e tela grande de 5,5 polegadas com resolução HD, e se encaixa perfeitamente na categoria de smartphones intermediários.
Apesar de possuir câmera com 13 megapixels, a qualidade das fotos deixa a desejar em lugares com pouca luz.  Entretanto, a maior bola fora desse aparelho é o baixíssimo espaço para armazenamento interno. Dos 8 GB só 4,54 estão livres para uso. Isso é tão pouco que se torna inviável instalar muitos aplicativos ou alguns mais pesados, mesmo migrando fotos e vídeos para o cartão microSD.  Ainda assim, o desempenho para um modelo intermediário como o On7 é bastante satisfatório e deve agradar usuários que buscam por um aparelho com tela grande que atenda suas necessidades básicas.

7
Nota do Editor

Contras:

  • Apenas 4,54 GB de armazenamento interno estão disponíveis para o uso
  • Fotos têm defeitos quando tiradas em ambientes com pouca luz

Prós:

  • Design elegante
  • Boa autonomia de bateria
  • Tela de 5,5 polegadas com boas imagens e resolução HD

Opinião dos Consumidores

8Baseada em 84 opiniõesEnvie sua opinião
Som
          10
Funções e Características
          8
Facilidade de Uso
          9
Duração da Bateria
          8
Durabilidade
          9
Display
          10
Design
          9
Custo-Benefício
          9
Câmera
          9
90%Dos consumidores recomendam este produto

O que dizem os consumidores sobre esse produto:

Ficha técnica

Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaSamsung
LinhaGalaxy On7
ModeloSM-G600
ChipsDual Chip
Câmera
Câmera Traseira13.0 Megapixels
Funções da CâmeraDetector de Rosto, Filma em Full HD, Flash, Foco Automático, Posição Geográfica
Câmera Frontal5.0 Megapixels Frontal
Tela
Tamanho da Tela5.5 polegadas
Tipo de TelaTFT
Resolução1280 X 720 Pixels
Hardware
Velocidade do Processador1.2 GHz
Memória Interna8 GB
EntradasFone de Ouvido, USB 2.0
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoLollipop
Características e Conectividade
Internet4G, Wi-Fi
RecursosBluetooth 4.1, MP3 Player, WhatsApp Dual, Wi-Fi Direct
Bateria
Bateria3000 mAh
Autonomia em Conversação21 Horas
Dimensões
Largura77,5 mm
Altura151,8 mm
Profundidade8,2 mm
Peso171 g