Smartphone Motorola Moto X Force

A partir de:

R$ 2.499,00

Veja histórico de preços dos últimos 30 dias

Me avise quando o produto cair de preço

Alerta de Preço
Me envie um e-mail quando o preço chegar a:
79° no Ranking de: Celular e Smartphone
9
Nota do Editor
Publicidade

Histórico de preços

Histórico de preços

Me avise quando o produto cair de preço

Alerta de Preço
Me envie um e-mail quando o preço chegar a:

Moto X Force vai além da proteção em caso de quedas e traz um aparelho completo

O ShatterShield, nova tecnologia desenvolvida pela Motorola, garante proteção em caso de quedas no dia a dia. Além disso, modelo consegue atingir características importantes em smartphones, como a boa bateria e o desempenho de alta qualidade

Como uma sequência do Moto Maxx, apresentado em 2014, o Moto X Force vem como o top de linha da Motorola, mas agora trazendo um diferencial interessante – a tecnologia “ShatterShield”, que se propõe a proteger o aparelho contra trincas e estilhaçamentos em caso de quedas de até 1,5 metro. Mas, é claro, como um top de linha, o modelo vai além e traz um hardware de ponta e uma boa duração de bateria. Mais informações sobre o modelo você confere nos parágrafos a seguir. 

Acabamento

Como sucessor do Moto Maxx, o Moto X Force traz traços da geração antiga com características da linha X

Quando olhamos o Moto X Force por fora, logo dá para perceber que ele se parece muito com a linha X da Motorola, mas emprestando alguns aspectos estéticos do Moto Maxx. Na lateral, o entorno de metal e a disposição de botões é a mesma vista no Moto X Style ou no Moto X Play. Na direita do aparelho, estão disponíveis o botão Power e o controle de volume. Já na lateral inferior temos a microUSB, enquanto na parte de cima encontramos o slot para os dois chips (que é o mesmo para o cartão microSD), além da tradicional P2.

Vale ressaltar que o serviço Moto Maker também está disponível para o Moto X Force, como já estava presente nos últimos lançamentos da marca. Com isso, é possível customizar alguns pontos no design do aparelho, como o metal que envolve a câmera ou a própria carcaça do aparelho (que pode ser de nylon balístico – assim como no Moto Maxx, de couro ou de borracha). Particularmente, eu achei o design do lançamento mais sóbrio se comparado ao Moto X Style ou o Moto X Play, mas, mesmo assim, não se pode dizer que ele é feio ou fora das tendências atuais.

Com 5.4 polegadas, o aparelho é indicado principalmente para quem curte telas grandes. Mesmo sendo ligeiramente menor que o X Style (que possui 5.7 polegadas de display), a experiência de uso é praticamente a mesma. Portanto, ele não chega a incomodar no bolso, mas também não é um dos aparelhos mais discretos. Suas medidas ratificam tal afirmação – são 14,98 cm de altura por 7,8 cm de largura. Como ele possui curvatura na traseira, sua espessura varia de 0,76 cm até 0,92 cm. Por fim, seu peso é de 169 gramas, uma marca suficiente para não incomodar durante o uso.

Ainda vale ressaltar que o Moto X Force possui uma proteção em sua carcaça contra pingos d’água. 

ShatterShield

Com a tecnologia ShatterShield, o Moto X Force realmente aguenta várias quedas sem sequelas na tela

Mas o grande destaque no lançamento é, sem dúvidas, a nova proteção aplicada na tela do aparelho. Quem já deixou cair o aparelho sabe como dói você tirá-lo do chão e ver uma pequena trinca atravessando a tela do aparelho. Por isso, a Motorola desenvolveu uma tecnologia própria – chamada de ShatterShield -, a qual garante que seu aparelho sairá ileso em quedas de até 1,5 metro.

Na própria coletiva de imprensa, verificamos a proteção funcionando na prática. O aparelho foi solto cerca de 50 vezes de uma altura de aproximadamente 1 metro e meio (que é a faixa segura de proteção). Depois dessa bateria de testes, o Moto X Force saiu sem sequelas na tela, mesmo sendo solto de diversos ângulos.

Mas há um pequeno asterisco nessa questão: a Motorola garante a proteção da tela, o que não abarca o resto do aparelho. Ou seja, danos estéticos não estão fora de questão e certamente surgirão após algumas quedas. 

Tela

O display conta com resolução Quad HD e muita qualidade para assistir a filmes e seriados

A tela do Moto X Force possui 5.4 polegadas de tamanho e resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels). Na prática, a experiência proporcionada pela tela é muito parecida com a vista no Moto X Style, que é apenas ligeiramente maior (5.7 polegadas), porém com a mesma resolução. Mas, ao contrário do modelo lançado há alguns meses, o Moto X Force possui tecnologia AMOLED no display, que é melhor se comparada a telas de LCD TFT.

E isso é visto principalmente com cenas mais escuras. Já que cada pixel possui iluminação própria, os pontos ficam totalmente apagados ao reproduzir tons escuros. Em outras palavras, o preto é realmente preto, o que confere uma melhor taxa de contraste e vivacidade das cores.

Para atestar toda essa qualidade, rodamos alguns filmes com características diferentes entre si. Nos longas de ação, que são mais exigentes com a taxa de brilho da tela, o Moto X Force respondeu a todas as exibições com muita qualidade. Com animações, que nos fornecem um bom parâmetro de contraste e cor, a boa experiência também se manteve. Enfim, independentemente da sua proposta de uso, o Moto X Force agradará tanto os usuários que querem navegar pela Internet ou redes sociais quanto aqueles que desejam rodar alguns filmes e seriados.

O único aspecto um tanto quanto controverso é a resolução da TV. Como uma tendência no mercado atual, o top de linha da Motorola adotou o Quad HD como referência na sua tela (como já tinha sido lançado com o Moto X Style). No entanto, quando colocamos o aparelho ao lado do Moto X da 2ª geração (que possui tela com resolução full HD), as diferenças são mínimas, o que torna a melhoria um tanto quanto questionável, principalmente no aspecto financeiro.

Hardware e Android

O Moto X Force conta com Android Lollipop e tudo indica que será atualizado para a versão Marshmallow

O Moto X Force, como uma evolução do Moto Maxx, traz uma configuração de ponta, suficiente para rodar qualquer aplicativo ou função sem dificuldades. Para cumprir toda essa proposta, o modelo conta com processador octa-core Qualcomm Snapdragon 810 (Quad-core 2.0 GHz + Quad-core 1.5 GHz), 3 GB de memória RAM e GPU Adreno 430. Um bom detalhe a ser dito é que, ao contrário de outros aparelhos com o processador, o Snapdragon 810 não apresentou superaquecimento e trabalhou com uma temperatura estável.

O Android instalado é o 5.1.1, chamado de Lollipop. Navegando um pouco pelos menus, dá para perceber que a interface segue o padrão já visto em outros lançamentos da Motorola. Em outras palavras, a fabricante optou por um sistema operacional praticamente isento de mudanças. Claro, nós ainda conseguimos encontrar alguns apps pré-instalados, mas que não “sujam” o sistema. Ah, e o modelo tem tudo para receber a nova atualização do Google, o Android Marshmallow.

Desempenho

Como dito, estamos falando da continuação do Moto Maxx, que era o top de linha da geração anterior da Motorola. A partir dessa constatação, já podemos ter uma boa ideia dos limites que o aparelho consegue chegar. Executar games com ótimo desempenho ou deixar diversos aplicativos em segundo plano sem lags são realidades naturais para o lançamento da Motorola.

Para verificar isso na prática, executamos alguns jogos considerados exigentes na parte gráfica. Tanto com o Real Racing 3 quanto com o Asphalt 8 o aparelho não só deu ótima fluidez à jogatina quanto revelou um bom nível detalhes gráficos. E isso também pode ser visto com o Mortal Kombat X, no qual o Moto X Force também teve alto desempenho gráfico.

Benchmarks

Resultado do modelo no Antutu

Além dos testes práticos, também rodamos alguns benchmarks, que são softwares destinados a fazer uma análise absoluta do aparelho. Em outras palavras, cada um deles possui uma bateria de testes próprios que servem como base comparativa. Para começar, rodamos o Quadrant e o Antutu, softwares destinados à análise geral do hardware. Enquanto no primeiro o Moto X Force obteve 31066 pontos, no segundo o aparelho obteve 50011 pontos. Depois, rodamos o 3D Mark, que busca avaliar o desempenho gráfico do smartphone. Em um cenário de uso intenso, o modelo atingiu 25241. Todos esses dados, na prática, demonstram a alta capacidade do modelo, tanto para tarefas cotidianas quanto para os games. 

Conectividade e memória interna

Para quem precisa de muito espaço interno, certamente o Moto X Force não te decepcionará. Com 64 GB de armazenamento, a quantidade é mais do que suficiente para muitas músicas, aplicativos, vídeos e fotos. Mas caso isso não seja suficiente, o modelo também suporta cartões de até 2 TB. No entanto, há um detalhe: o slot para o segundo chip de telefonia é o mesmo para o cartão SD. Ou seja: você terá que escolher entre ter dois chips ou mais espaço no celular.

Além disso, no quesito conectividade, o aparelho traz NFC, GPS (A-GPS), Wi-Fi padrão 802.11 a/b/g/n/ac, Bluetooth 4.1 e o já mencionado suporte a dois chips de telefonia.

Recursos

O Moto X Force conta com os mesmos recursos já vistos nas gerações anteriores

Na parte dos recursos, o Moto X Force não trouxe novidades em relação à geração anterior. Todas as opções exclusivas que já víamos na 2ª geração estão presentes no novo aparelho da Motorola e são as seguintes:

Moto Voz –O nome basicamente se refere a um comando inteligente de voz. Para acessar suas configurações, basta entrar no próprio aplicativo da Motorola, o “Moto”. Depois, é só configurar uma frase de chamada, utilizada para ativar o recurso. Depois, é só dizer um determinado comando como “definir alarme para 6 da manhã amanhã” que o Moto Voz irá executar. No geral, o recurso é bem assertivo, mas, sinceramente, não vejo como algo essencial para a usabilidade do aparelho.

Moto Tela –Esse é um dos recursos mais interessantes da linha X da Motorola. Utilizando um dos sensores encontrados na parte frontal, o modelo funciona como uma “central de notificações”. Basta tirar o smartphone do bolso ou passar a mão sobre a tela para o Moto X trazer a hora e, em caso de notificações, o logo do aplicativo. Para verificar o conteúdo da mensagem, basta clicar na imagem e o aparelho te dará uma prévia da notificação.

Moto Assist –A ideia aqui é programar um determinado comportamento do smartphone de acordo com a situação do usuário. Inicialmente, há quatro configurações básicas: trabalho, dirigindo, reunião e dormindo, mas você também pode criar alguns perfis personalizados. No primeiro cenário, por exemplo, você configura um determinado endereço e, dessa forma, é possível deixar o smartphone em modo silencioso durante o período em que você esteja por lá. Já no modo “dirigindo”, o aparelho se adapta para reproduzir todas as mensagens que o usuário receber, além de mandar uma mensagem automática dizendo que o usuário está dirigindo.

Moto Ações – O recurso permite com que você tenha acesso a determinadas funções apenas ao fazer alguns gestos com o smartphone. Para acionar a câmera, por exemplo, basta girar o punho duas vezes rapidamente que tudo estará em pleno funcionamento. Para acender os LEDs traseiros, é só agitar o smartphone duas vezes para frente com a tela virada para a esquerda ou para a direita.

Câmeras

A câmera foi um dos pontos de considerável melhoria no Moto X Force

A câmera traseira agora traz 21 MP e filma em 4K com 30 fps ou em full HD com 60 fps. Além disso, conta com abertura de f/ 2.0 e flash duplo com 2 tonalidades, em uma busca por maior equilíbrio de cores. Aliás, falando em flash, a grande novidade é a presença de um LED ao lado da câmera frontal de 5 MP.

Em ambientes aberto e bem iluminados, as fotos e vídeos ficam bem interessantes, mas em locais sem muita luz os resultados também não ficam abaixo da média. Claro, nessas condições, a qualidade das fotos não é espetacular, mas é o suficiente para dar render bons cliques.

O software da câmera é basicamente o mesmo da geração anterior. Com isso, ele não traz muitas opções manuais de uso, limitando-se ao modo automático e alguns recursos que a câmera traz. Aliás, as opções trazidas pela Motorola não fogem muito das já conhecidas pelos usuários do Moto X antigo. Além do HDR, o Moto X Force produz fotos panorâmicas e traz a opção de ajuste do foco e da luminosidade incidente na câmera. Mesmo não sendo uma novidade, o modelo também traz a opção Câmera Lenta, que produz vídeos interessantes em resolução HD.

Áudio e fone de ouvido

Apesar de todos os elogios, o áudio é um ponto que fica aquém dos demais. Com apenas um alto-falantes mono localizado na parte frontal do modelo, o Moto X Force não oferece qualidade de áudio como a da versão X Style, que contava com dois alto-falantes estéreos frontais. Apesar disso, um ponto interessante é que é um pouco difícil abafar o áudio com uma das mãos.

Na caixa, também está disponível um fone de ouvido. O padrão de design do acessório é o mesmo visto nos últimos lançamentos da marca. Infelizmente, o fone de ouvido não acompanha a experiência dos alto-falantes, já que ele não traz boa qualidade de áudio, não isola o barulho externo e ainda é desconfortável. 

Bateria

Com 3760 mAh, a bateria – que já era destaque no Moto Maxx – também oferece uma boa autonomia fora das tomadas. Mesmo com a ligeira diminuição na carga da bateria (já que a geração anterior possuía 3900 mAh), na prática o tempo de uso é basicamente o mesmo.

Como de costume, realizamos nosso teste padrão de bateria. Retiramos o smartphone pela manhã e fizemos as seguintes tarefas: tiramos 10 fotos, gravamos um vídeo de 5 minutos e, após isso, visualizamos os resultados por 15 minutos. Depois, navegamos pela Internet por 3 horas, rodamos 30 minutos de GPS e jogamos por mais 20 minutos. Por fim, fizemos ligações com total de 30 minutos, exibimos um vídeo de 10 minutos no YouTube e ouvimos a diversas músicas por 1 hora. Ao fim disso, ainda restavam 41% de bateria.

Um detalhe interessante a ser explicado é o carregador, que possui uma tecnologia própria para aumentar a produtividade no tempo de recarga. Ele não possui cabo USB como em outros modelos, mas, na prática, isso é compensado por uma boa porcentagem de recarga em pouco tempo. Em nossos testes, o aparelho recebeu cerca de 50% de carga em pouco mais de 30 minutos.

Conclusão

ColaboradorPor: João Henrique Furtado Silvaem 13/11/2015

Se olharmos friamente, o Moto X Force se parece muito com Moto X Style, porém tendo como novidade a proteção ShatterShield, além de melhor duração de bateria. Porém, é errado reduzir o aparelho a apenas isso. A Motorola realmente fez um ótimo trabalho e pode-se dizer que o ShatterShield é uma tecnologia interessante e capaz de trazer algum impacto no mercado de smartphones.
Mas o modelo vai além. Como um herdeiro da linha Maxx – considerada a top de linha da geração anterior -, o hardware continua trazendo um ótimo desempenho, capaz de rodar qualquer aplicativo hoje existente. Por outro lado, exaltamos um ponto que já era destaque na geração anterior – a duração de bateria. Com 3760 mAh, é possível passar um dia inteiro com uso intenso longe das tomadas.
Analisando o todo, o Moto X Force tem papel importante no mercado, já que consegue suprir quatro pontos essenciais em smartphones – como bateria, desempenho, tela e câmeras. Em um segmento no qual um conjunto completo é difícil de ser encontrado, o Moto X Force deve ser exaltado.

9
Nota do Editor

Contras:

  • Não há pontos mais críticos no aparelho

Prós:

  • Tecnologia ShatterShield
  • Bom hardware
  • Conjunto de câmeras de qualidade
  • Boa autonomia de bateria
  • Tela com alta definição

Opinião dos Consumidores

9Baseada em 37 opiniõesEnvie sua opinião
Funções e Características
          9
Facilidade de Uso
          9
Duração da Bateria
          8
Durabilidade
          9
Display
          9
Design
          8
Custo-Benefício
          5
Câmera
          9
91%Dos consumidores recomendam este produto

O que dizem os consumidores sobre esse produto:

Ficha técnica

Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaMotorola
LinhaMoto X
ModeloForce
ChipsDual Chip
CoresPreto
Câmera
Câmera Traseira21 Megapixels
Funções da CâmeraFilma em 4K, Flash, Foco Automático, HDR, Modo Contínuo, Modo Noturno, Panorama, Zoom de 4x
Câmera Frontal5.0 Megapixels Frontal
Tela
Tamanho da Tela5.4 polegadas
Tipo de TelaAMOLED
Resolução2560 x 1440 Pixels
Hardware
ProcessadorQualcomm Snapdragon 810
NúcleosOcta-Core (8 Núcleos)
Memória Interna64 GB
EntradasFone de Ouvido, Micro USB
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoLollipop
Características e Conectividade
Internet4G, Wi-Fi
RecursosBluetooth 4.1, Carregamento Sem Fio, Carregamento TurboPower, MP3 Player, NFC
ProteçãoProteção Contra Trincas e Estilhaços (Moto ShatterShield), Resistente à Água
Bateria
Bateria3760 mAh
Dimensões
Largura78 mm
Altura149,8 mm
Profundidade9,2 mm
Peso169 g