Smartphone Motorola Defy MB525

Publicidade
Telefones dotados com o Android pipocam aos montes pelo mundo afora. Não por acaso, smartphones com o sistema operacional do Google devem ser os líderes do mercado mundial do setor em 2011, ultrapassando pesos-pesados como o iPhone, da Apple, o Blackberry, da RIM e os modelos da Nokia. E o Defy, da Motorola, é mais um que chega para prezar pelo bom nome da plataforma, além de ser um dispositivo indicado principalmente aos mais desajeitados e aqueles que querem ter a sua primeira experiência com o Android.

A tela de 3,7 polegadas do Defy agrada. Com cores vivas (resolução de 480x854 pixels), ela tem também bons índices de brilho e nitidez e seu multitouch agrada no tempo de resposta? mas não tanto para zoom em fotos. E o acelerômetro do aparelho também é ok, mas a sua interface demora um pouco para mudar de posição quando o telefone passa do vertical para o horizontal e vice-versa (nisso, o iPhone continua imbatível). No mais, a experiência de navegação tanto pela Internet quanto pelos botões do aparelho também é bastante fluida.

Bate e soca


Mas o grande destaque do aparelho fica por conta de sua resistência à água e impactos. O display, por exemplo, é feito de um material chamado Gorilla Glass, que faz com que ela seja resistente à arranhões, quedas e até mesmo à areia.

Além disso, o Defy também resiste a certas quantidades de água, conforme você pode ver, inclusive, no nosso teste em vídeo. Lógico que, além do vidro, o acabamento emborrachado também contribui para o brinquedo? ser à prova de desastrados.

Multimídia e memória


No quesito armazenamento, o Defy não decepciona. Ele tem uma memória interna de 1.2GB e ainda conta com um cartão microSD de 8GB incluso no pacote. Se você quiser, pode expandir a memória, comprando um cartão nesse padrão de até 32GB. Ou seja, dá para guardar uma bela quantidade de músicas, fotos e vídeos dentro dele.

Já os recursos multimídia do Defy são bons, mas não reinventam a roda. Ele tem uma câmera de 5MP, que é uma boa pedida para fotos e um flash LED bem razoável, mas as possibilidades de efeito e edição no próprio aparelho são limitadas. Ele ainda grava vídeos em resolução VGA, o que deixa um pouco a desejar, já que alguns modelos equivalentes ao Defy já fazem esse mesmo processo com qualidade de DVD (720p).

No mais, o Defy executa ainda arquivos de música (MP3, WAV, WMA e AAC+player) e vídeo (MP4, WMV, H.263 e H.264 ) e também sintoniza estações de rádio FM. E a qualidade do áudio tanto na hora de ouvir músicas quanto nas chamadas também é de ótima qualidade.

Sistema operacional


A versão do Android presente no Defy é a 2.1 e traz bons recursos. Como se trata do sistema operacional do Google, você encontrará muitas facilidades para interagir com diversos serviços da gigante das buscas, como o YouTube, o Gmail e a loja de aplicativos Android Market, sendo que todos trazem botões de acesso rápido na tela inicial do aparelho. E, claro, não podemos nos esquecer do velho e bom Google Maps, que está diretamente integrado ao recurso de GPS do telefone.

Uma edição mais, digamos, 'evoluída' do Motoblur possibilita que o usuário personalize até sete telas iniciais, podendo inserir atalhos que atualizam notícias, status de redes sociais (Orkut, Facebook e Twitter), configuração de conectividades (Bluetooth, Wi-Fi, modo Avião, entre outros), gerenciador de tarefas e widgets que, aliás, podem ter seus tamanhos redimensionados. E para mudar os ícones de uma página a outra, basta apertá-los por dois segundos e arrastá-los. A única coisa chata é a exigência de um cadastro por parte do usuário para usar o serviço.

Além disso, o Android 2.1 já traz alguns recursos bem-vindos como o Swype, uma tecnologia que permite que você digite mensagens com o deslizar dos dedos pelas letras, tornando o processo muito mais rápido. E na tela precisa do Defy seu funcionamento é bastante satisfatório.

No entanto, recursos como localização de endereços ou pesquisas do Google feitos por voz não estão presentes na versão 2.1 do Android e, consecutivamente, do Defy. E, considerando, que a versão 2.2 só é suportada em processadores com velocidade inicial de 1GHz, é muito difícil para os donos deste smartphone terem algum contato com estas funcionalidades em algum momento. Isso porque o chip que roda neste modelo é OMAP3610, de 800MHz.

No mais...


o Motorola Defy tem outras funcionalidades bem bacanas e que caem bem para ser o seu 'primeiro Android'. Uma bem sacada é a 'Utilização da Bateria' que, conforme o próprio nome diz, mostra como a bateria é consumida: em espera, Bluetooth, por causa do Wi-Fi, da tela ou quando o aparelho está

O smartphone ainda traz o Quick Office, que permite a visualização de documentos do Word, Excel e PowerPoint - mas sem a possibilidade de editá-los. Conta também com as conectividades Wi-Fi (802.11 a/b/g e n), Bluetooth.

Entre os acessórios presentes no pacote, o usuário encontrará um cabo USB que carrega o aparelho tanto via PC quanto na tomada; um carregador para carros e um fone padrão 3,5mm audio jack.

Conclusão

BondfaroPor: Bondfaroem 22/2/2011

O Defy é uma ótima pedida para aqueles que querem estrear no mundo do Android, com destaque à sua resistência aos pequenos impactos do cotidiano e que já fulminaram milhares de telefones.

Seu menu de recursos é intuitivo e sua tela tem ótimo tempo de resposta. Os recursos multimídia caem sob medida para aqueles que não querem nada muito avançado, mas ao mesmo tempo gostam de tirar suas fotos e ouvir músicas. Além disso, o Defy foi desenvolvido para funcionar em sincronia constante com as redes sociais ? e a Internet de um modo geral. Logo, pegue um belo plano de dados na hora de comprar um desses.

Mas, o modelo também tem seus contras. Não traz uma câmera frontal para videochamadas e não permite a edição de arquivos de textos ou planilhas, mesmo as geradas no Google Docs. Sem contar a impossibilidade de atualizar a versão 2.1 para a 2.2, o que impede o uso de recursos bem interessantes. Mas, o Defy cumpre bem o que promete. Afinal, o primeiro Android a gente nunca esquece...

Contras:

- Não traz câmera para videochamadas
- Não permite a edição de arquivos de texto ou planilhas
- Não atualiza para a versão 2.2 do Android, o que ocasiona na perda de alguns recursos

Prós:

- Talvez o smartphone mais resistente do mercado
- Multitouh preciso e com rápido tempo de resposta
- Android 2.1 com bom número de recursos

Opinião dos Consumidores

8Baseada em 161 opiniõesEnvie sua opinião
Funções e Características
          8
Facilidade de Uso
          8
Duração da Bateria
          5
Durabilidade
          8
Display
          9
Design
          9
Custo-Benefício
          7
Câmera
          7
81%Dos consumidores recomendam este produto

O que dizem os consumidores sobre esse produto:

Ficha técnica

Informações Básicas
TipoSmartphone
MarcaMotorola
LinhaDefy
ModeloMB525
ChipsSingle Chip
Câmera
Câmera Traseira5.0 Megapixels
Tela
Tamanho da Tela3.7 polegadas
Tipo de TelaTFT-LCD
Resolução480 x 854 Pixels
Hardware
ProcessadorARM Cortex-A8
Memória Interna2 GB
EntradasUSB
Software
Sistema OperacionalAndroid
VersãoEclair
Características e Conectividade
InternetWi-Fi
RecursosBluetooth, MP3 Player, Rádio
Bateria
Autonomia em Stand-by238 Horas
Autonomia em Conversação6,5 Horas
Dimensões
Largura59 mm
Altura107 mm
Profundidade13 mm
Peso118 g